8e261b0d

6.11. Sistema de controle do motor MFI

Colocação de elementos de um sistema de controle de MFI

1 – medir de instrumento de um consumo de ar OBD;
2 – o sensor de temperatura do ar que vem ao motor;
3 – o instrumento de medir de consumo aéreo, exceto "OBD";
4 – o sensor de mistura de ar do combustível, exceto "OBD";
5 – o sensor da temperatura de esfriar o líquido;
6 – sensor de provisão de uma válvula de borboleta;
7 – sensor de posição do eixo;
8 – sensor de um ângulo de rotação de um cabo de inclinação;
9 – o sensor de oxigênio aquecido;
10 – bocais de combustível;
11 – modulador de frequência que perde tempo;
12 – sensor de velocidade do carro;
13 - sensor de detonação;
14 – comutador de variedades da transmissão;
15 - fechadura de ignição;
16 – unidade de controle do motor ESM;
17 – revezamento do sistema de condicionamento aéreo;
18 – a válvula eletromagnética de limpeza de uma lata com carbono absorvente;
19 – revezamento MFI principal;
20 – rolos de ignição;
21 – bomba de combustível;
22 – sensor de aceleração;
23 – tomada diagnóstica.

O controle do sistema de combustível exerce-se da unidade de controle do motor ESM (Módulo de controle de Motor). O bloco de ESM executa o ajuste de uma esquina de um avanço da ignição, define o montante do combustível dado ao motor, faz funcionar o sistema da redução em toxicidade dos gases cumpridos e frequência da rotação de um cabo de inclinação de motor perder tempo, e também união do compressor do condicionador, etc. a colocação de poder de modificações de bloco de ESM dependendo dos modos operacionais se modificam com base em sinais de vários comutadores e sensores.

Por exemplo, o bloco de ESM regula uma ignição esquina avançada com base em sinais de sensores que reagem à frequência de rotação de um cabo de inclinação, temperatura de esfriar o líquido, a provisão da válvula de borboleta incluída no momento em transferências, velocidade do carro, etc.

O bloco de ESM regula a frequência da rotação de um cabo de inclinação de perder tempo com base em sinais de sensores que reagem à provisão de uma válvula de borboleta, a velocidade do carro incluída no momento na transferência, etc.

O sensor do instrumento de medir de um consumo de ar OBD (MAF – Sensor de Corrente de ar de missa)

O instrumento de medir de um consumo de ar fornece o método mais direto para medir loadings de motor como mede o montante do ar que vem ao motor. A corrente de ar vem ao motor via o instrumento de medir com os elementos de arame aquecidos e frios que são uma parte do esquema de ponte. A corrente que passa por um elemento de arame aquecido mantém a sua temperatura constante ao nível constante que é mais alto, do que a temperatura do ar que vem ao motor. A massa de ar determina-se pela corrente necessária para a manutenção da temperatura de um elemento de arame. Mais uma corrente de ar e, naturalmente, o seu esfriamento, mais tamanho do sinal dado no bloco de ESM.

O sensor de temperatura do ar OBD que vem ao motor (IAT – temperatura aérea de entrada)

O sensor da temperatura do ar que vem ao motor representa um thermistor que a resistência modifica dependendo da temperatura. O bloco de ESM considera um sinal do sensor e corrige a largura do impulso dado em bocais, por isso, o montante do combustível dado a modificações de cilindros de motor e também modifica uma ignição esquina avançada.

Cheque do sensor

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Tensão de medida entre contatos 1 e 3 tomadas do sensor.
Temperatura
Tensão de produção
0 °C
3,3-3,7 B
20 °C
2,4-2,8 B
40 °C
1,6-2,0 B
80 °C
0,5-0,9 B
2. Se a tensão de produção do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

O sensor de pressão absoluta em um coletor de entrada, exceto "OBD" (MAF – Pressão Absoluta Múltipla)

O sensor da pressão absoluta em um coletor de entrada representa o resistor variável sensível. Mede a pressão em um coletor de entrada que se modifica dependendo dos modos operacionais do motor e se transforma à tensão. O sensor também se usa para a medição da pressão atmosférica no lançamento do motor e fornece a colocação de poder em alturas diferentes acima do nível do mar. Com base na informação do sensor a unidade de controle do motor regula o montante do combustível dado ao motor, e também modifica uma ignição esquina avançada.

Verificar

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Tensão de medida entre contatos 1 e 4 tomadas do sensor.

Tensão de produção na ignição incluída e o motor ocioso: 4–5 V
Tensão de produção em uma frequência que perde tempo: 0,5-2,0 B

2. Se a tensão de produção do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

O sensor de temperatura do ar que vem ao motor (IAT – temperatura aérea de entrada)

O sensor da temperatura do ar que vem ao motor representa um thermistor que a resistência modifica dependendo da temperatura. O bloco de ESM considera um sinal do sensor e corrige a largura do impulso dado em bocais, por isso, o montante do combustível dado a modificações de cilindros de motor e também modifica uma ignição esquina avançada.

Verificar

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Resistência de medida entre contatos 1 e 2 tomadas do sensor.
Temperatura
Resistência
0 °C
4,5-7,5 ohms
20 °C
2,0-3,0 ohms
40 °C
0,7-1,6 ohms
80 °C
0,2-0,4 ohms
2. Se a resistência do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

O sensor da temperatura de esfriar o líquido (ECT – temperatura de Líquido refrigerante de Motor)

O sensor da temperatura de esfriar o líquido controla a temperatura de esfriar o líquido e com base em um sensor transmitem que o bloco de ESM calcula a largura do impulso dado em bocais, por isso, o montante do combustível dado a modificações de cilindros de motor e também modifica uma ignição esquina avançada.

No motor frio os ESM bloqueiam trabalhos no modo de um laço aberto, por isso, em cilindros dos movimentos de mistura de toplivnovozdushny mais ricos de motor e aumentos de frequência de rotação perdem tempo. Prossegue antes da realização pelo motor da temperatura de trabalho normal.

Remoção

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Retire o sensor do motor.
2. O aquecimento de um navio com a água e o sensor localizado nele, verifique a sua resistência.
Temperatura
Resistência
– 30 °C
22,22–31,78 kOhm
– 10 °C
8,16–10,74 kOhm
0 °C
5,18–6,60 kOhm
20 °C
2,27–2,73 kOhm
60 °C
1,059–1,281 kOhm
40 °C
0,538–0,650 kOhm
80 °C
0,298–0,322 kOhm
90 °C
0,219–0,243 kOhm
3. Se a resistência do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

Instalação

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Aplique LOCTITE 962T selante em um entalho de sensor.
2. Parafuse o sensor no bloco de cilindros e aperte-o o momento necessário.

Inalação de momento: 15–20 N • m

3. Una a tomada elétrica ao sensor.

O sensor de provisão de uma válvula de borboleta (TP – Posição de Regulador)



O sensor da provisão de uma válvula de borboleta transfere a informação com base na qual o bloco de ESM define quando a válvula de borboleta se fecha, completamente aberta ou está em posições intermediárias. O sensor une-se rigidamente ao cabo de uma válvula de borboleta. Dependendo da provisão de um sensor de válvula de borboleta uma resistência modifica-se. Já que a provisão de poder do sensor do ESM bloqueia nele a tensão de movimentos do 5o século. A tensão de produção do sensor modifica-se de 0,25 B durante a abertura mínima de uma válvula de borboleta a 4,7 B durante a abertura cheia de uma válvula de borboleta.

Verificar


ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Desconecte a tomada do sensor da provisão de uma válvula de borboleta.
2. Resistência de medida entre contatos 1 e 2 tomadas do sensor.

Resistência: 0,7–3,0 kOhm

3. Una um ohmmeter a contatos 1 e 3 tomadas do sensor.
4. Lentamente aberto uma válvula de borboleta e convencer-se que a resistência de sensor lisamente se modifica na proporção à abertura de uma válvula de borboleta.
5. Se a resistência do sensor se diferenciar do exigido ou se modificar em passos, substitua o sensor.

Inalação de momento: 1,5–2,5 N • m


O sensor de posição do eixo (CMP – Sensor de posição de Eixo)


O sensor da posição do eixo desenvolve impulsos com base nos quais o bloco de ESM identifica o primeiro cilindro e o tempo da abertura de um bocal.

O sensor de um ângulo de rotação de um cabo de inclinação (CKP – Sensor de posição de Eixo de manivela)


O sensor de um ângulo da rotação de um cabo de inclinação transfere para a informação sobre bloco sobre ESM sobre a provisão de um cabo de inclinação. Com base na informação de um sinal de produção deste sensor e um sinal do sensor da posição do eixo o bloco de ESM define uma esquina de um avanço da ignição e o cilindro ao qual é necessário dar o combustível. A ausência de sinais de produção do sensor o motor não se começará.

Verificar

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Desconecte a tomada do sensor de um ângulo da rotação de um cabo de inclinação
2. Resistência de medida entre contatos 1 e 2 tomadas do sensor.

Resistência: 0,486–0,594 kOhm em 20 °C

3. Se a resistência do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

Fenda entre um rotor e o sensor de um ângulo de rotação de um cabo de inclinação: 0,5–1,0 mm
Inalação de momento: 9–11 N • m


Sensor de oxigênio


Dependendo do conteúdo de oxigênio nos gases cumpridos o sensor de oxigênio induz a tensão de 0 ao 1o século. Com base nestes dados a unidade de controle do motor modifica o tempo da abertura de bocais e uma proporção do combustível na mistura de toplivnovozdushny. Para que houvesse uma combustão cheia de mistura de gás e nos gases cumpridos não houve substâncias perigosas, 1 parte do combustível tem de cair em 14,7 partes de peso de ar.

O sensor de oxigênio equipa-se de um aquecedor que mantém a temperatura de sensor em certo intervalo durante a operação do motor em todos os modos operacionais. A manutenção de certa temperatura do sensor permite a sistema tornar-se mais rápido na engrenagem e trabalhar no modo que perde tempo.

Verificar

ORDEM DE REALIZAÇÃO

Prevenção

Antes do cheque aquecem o motor até que a temperatura de esfriar o líquido não seja igual a 80-95 °C.
Medida pelo voltômetro digital exato a tensão de produção do sensor.


Se a tensão de produção do sensor se diferenciar do exigido, substitua o sensor.

Inalação de momento: 50–60 N • m


Bocais de combustível


Os bocais de combustível com base em sinais do bloco de ESM injetam o combustível em cilindros de motor. O montante do combustível dado depende do tempo da abertura de bocais, isto é da largura de um impulso da tensão dada em uma curva de bocal.

Verificar

ORDEM DE REALIZAÇÃO
1. Durante a operação do motor que perde tempo um estetoscópio ou um dedo de um trabalho de cheque da mão de bocais em existência de cliques.
2. Se os cliques se estiverem ausentando, verifique a confiança da conexão de tomadas a bocais e a tensão de produção da unidade de controle.
3. Desconecte a tomada de um bocal de combustível e meça a resistência entre contatos da tomada.

Resistência: 15,9± 0,35 Ohms
4. Una a tomada a um bocal de combustível.

Sensor de detonação


O sensor de uma detonação reage a flutuações de alta frequência do bloco de cilindros e transforma-os a sinais elétricos que o tamanho aumenta no aumento em uma detonação. Com base nestes sinais o bloco de ESM desloca o momento de ignição em direção ao atraso, por isso, a detonação elimina-se.

Oleodutos de combustível e mangueiras

Os oleodutos de combustível e as mangueiras fornecem a transferência do combustível do tanque de combustível à estrada de combustível e bocais e devolvem o combustível excessivo em um tanque. Os oleodutos de combustível concentraram-se na necessidade de fundo do carro a examinar-se periodicamente na falta de mossas e deformação como devido a estreitar-se da sua restrição de passos de uma corrente do combustível é possível.
Os oleodutos de combustível e as mangueiras também fornecem a transferência de vapores do combustível do tanque de combustível a uma lata com o carbono absorvente onde se reúnem no motor desligado. Depois do lançamento do motor e aquecendo-se até a temperatura de trabalho a unidade de controle do motor abre a válvula eletromagnética, e os vapores de combustível de uma lata vêm ao motor e queimam-se.